Sustentabilidade


Significa o compromisso hoje em assegurar o desenvolvimento da humanidade com a adopção de conceitos e estratégias ligados a necessidade de preservar a habilidade das futuras gerações a satisfazer as suas próprias necessidades.

A sustentabilidade é um imperativo ético que pretendemos alcançar através do nosso trabalho no ensino, na investigação cientifica e no engajamento com o serviço publico para promover:

  • A adopção de hábitos e atitudes consistentes com a perspectiva global do Ambiente
  • O desenvolvimento socio-económico comprometido com a igualdade social e integração das comunidades

Principais linhas de investigação


  • Agricultura Sustentável
  • Sociedade e o Ambiente
  • Estudos Ambientais
  • Gestão de Recursos Naturais

Objectivo global


Construir uma massa critica de cientistas que estenda a base de parcerias, colaboração e contribuições para a sustentabilidade.

Objectivos estratégicos


  1. Criar capacidade interna para desenvolver a investigação cientifica
  2. Implementar programas de PhD
  3. Produzir serviço publico
  4. Diversificar as áreas de pesquisa cientifica
  5. Estabelecer ligações de cooperação e parceria
  6. Alcançar a sustentabilidade financeira

Missão


Educar as gerações futuras e influenciar o contexto nacional e regional à mudança de atitudes e praticas para o desenvolvimento sustentável.

Visão


Obter o reconhecimento como centro de excelência na promoção da cultura do desenvolvimento sustentável no continente.

Valores


  • Rigor cientifico e respeito pela propriedade intelectual
  • Tolerância e responsabilidade
  • Transparência
  • Inovação
  • Sustentabilidade

Princípios


  • Perseguir níveis de excelência em todos as suas actividades partilhando e disseminando o conhecimento cientifico
  • Responsabilidade social e ambiental, local e global
  • Racionalidade na mobilização e uso dos recursos e no desenho das estratégias e prioridades

Nov 2009: Ano int. do Planeta Terra, 1.ª Discussão em Luanda-Workshop UNESCO;

Nov 2010: O Inst. Planeta Terra (PEI), U. Newcastle (NU), em reunião de Ministros-Lda;

Fev 2011: O conceito do CESSAF é apresentado à UNESCO em Paris;

Mai 2011: O projecto CESSAF apresentado à Co.ssão ONU p/ Des. Sustentável;

Jul 2011: A parceria CESSAF apresentada ao C.té Cient. Glb do PEI em Londres;

Set 2011: O MOU entre UAN e NU é assinado em Luanda;

Mar 2012: A reunião de parceiros CESSAF realizada em Luanda;

Abr 2012: O D.G. UNESCO encontra os parceiros do CESSAF em Luanda;

Jun 2012: CESSAF é apresentado na Conferência Rio+20;

Set 2012: Inicio do treinamento da Equipa de Professores UAN em NU (EP-UAN).

Jun-2013: Anexo ao MOU de 2011 é assinado em Newcastle.

Out 2013: Criada a Comissão de Implementação do CESSAF (CI-CESSAF)

Mar 2014: Fim do treinamento e regresso definitivo a Luanda da EP-UAN

Abr 2014: Inicio dos trabalhos da CI-CESSAF.

Despacho nº 2285/12, Diário da Republica, I serie Nº 203 de 23 Out 2012

Homologa a deliberação do Senado de 28 de Agosto de 2012 que aprova a criação do Centro de Excelência em Ciências para a Sustentabilidade em Africa, designado por CESSAF e seu Estatuto Orgânico.

Deliberação nº 18/12

Aprova a criação do CESSAF, e seu estatuto orgânico, para efeitos de homologação pelo órgão de tutela.

Localização

Avenida 4 de Fevereiro, 71
Luanda, Angola
Email: cessaf.angola@gmail.com